Nada mais comum, ao chegar em casa azul de fome, e diante da preguiça ou outro motivo, simplesmente
apelamos para o bom e velho miojo. Por quê? Porque é rápido e mata a fome.

Aí preparamos em 5 minutinhos o nosso macarrão instantâneo. Nossa, que delícia!
E 4 minutos depois, já comemos tudo! Agora estamos alimentados, podemos tocar a vida.
Primeiramente, nada contra o miojo, ele resolve o problema da fome naquele momento num curto intervalo de tempo.

Agora, ele é um alimento nutritivo?
Se você puder comer uma boa macarronada suculenta, você escolheria ele?
Você está sempre com pressa? Vixi, seu problema aqui é gestão do tempo.
Quando quer algo mais saboroso, nutritivo, você encaixará uma salada, uma proteína, um suco natural…
E este preparo requer dinheiro, tempo e mão na massa. E, ao final, você terá uma ótima refeição, com QUALIDADE.

Este é o ponto que chamo atenção: Agile não está ligado à pressa, correria, afobação…

O Agile não abre mão da refeição saborosa, e isto requer investimento. Sim, a vida é cruel, as vezes somos obrigados a fazer um macarrão em 3 minutos para matar a fome.

Agile prima pela qualidade, sabor, prazer e entrega de resultado nutritivo.

Então, onde esta a agilidade do Agile? Na resposta à mudanças, ciclo curto de feedback, colaboração intensa…

Quer aprender a cozinhar no estilo Agile? Que tal um mestre cuca internacional?
Que te mostra os ingredientes…
Que te ensina a usar os temperos…
Que já percorreu muitas cozinhas por aí…
Preparou muitos pratos…
Que entende a cultura de cada cozinha…

Venha pra Massimus e conheça nosso mestre cuca – Heitor Roriz

Invista em qualidade!